sexta-feira, 27 de março de 2015

Hoje é o dia da Maria

Lembro-me com nitidez o dia em que lhe tive em meus braços pela primeira vez. Você era igual a menina dos meus sonhos. Sim, você me apareceu em sonhos. E eu sabia de um saber de alma, que era você que se gestava dentro de mim. 
Assim que você nasceu, lhe colocaram em meus braços, foi um dos momentos mais lindos que vivi. Você chupava seu dedinho e isso era tão imenso. De repente eu tinha aquele serzinho, tão pequenininha em meu colo, com o dedinho na boca, me olhando. Neste momento no Universo inteiro, só existia você e eu. Num gesto de amor, tirei o seu dedinho da boca e lhe ofereci meu peito e aí dei-me conta do milagre da Vida, dei-me conta do infinito amor que me une a você. Amor esse que mesmo que pareça impossível, foi crescendo com o tempo. É eu consigo lhe amar mais ainda do que no primeiro dia em que lhe tive em meu colo. Creia. 
Hoje, vendo você tão crescida, tão menina-grande, me emociono da mesma maneira que me emocionei há onze anos atrás. Você sempre me emociona. Na sua fala, nos seus gestos, na sua delicadeza, na sua firmeza, no seu olhar, no seu sorriso, na sua maneira de Ser no mundo. Vivo um turbilhão de emoções. É tão maravilhoso Ser com você, é tão mágico ir pela vida ao seu lado, é tão intenso, tão imenso saber-nos imersas neste amor que nos une... Que só me resta, hoje, agradecer-lhe por existir. Obrigada. Muito obrigada por existir em minha vida. Brindemos então a esse dia, o dia da Maria, o dia em que você chegou aqui neste planetinha lindo e compartilha sua existência conosco. E não só hoje, mas todos os dias, na minha vida, são dias da Maria.