sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Sobre ser livre

Um dia vinha ela de mãos dadas com sua mãe. Sentia-se tão segura, sua mãe emanava tanta fortaleza. Não tinha idade suficiente, a menina,  para perceber as fragilidades da mãe. Assim, a mão que a segura e a guiava, era tudo.
Conversavam sobre a vida, a menina, dizia de todo o belo que experimentava ao viver. Tudo para ela era extraordinário, era mágico, era imenso. Seus olhos tinham sempre o brilho da descoberta...
De repente, a menina pára. Tem uma expressão grave. Sua mãe a observa. Estão diante de muitos pássaros, todos presos em gaiolas.
A menina, olha para mãe e diz:
- Compra para mim.
A mãe, olha profundamente em seus olhos e pergunta:
- Para que você quer pássaros em gaiolas?
A menina com sonhos no olhar, responde:
- Para soltá-los...



PS: esse texto foi escrito em homenagem à minha filha Julia Ameijeiras, que um dia me deu a beleza de vivenciar esse momento... Obrigada, meu amor. Obrigada por existir em minha vida...